parque_estadual_da_serra_de_caldas_novas_-_carolina_ii

A beleza natural do Parque Estadual Serra de Caldas (Pescan), com trilhas embaladas pelo canto dos pássaros e o som harmonioso das cascatas, surpreende e atrai os turistas que buscam lazer e aconchego nas deliciosas águas quentes de Caldas Novas. Criado em 1970, o Parque com área de 12 mil hectares é bem estruturado e possui mirantes com vista panorâmica para as cidades de Caldas Novas e Rio Quente.Caldas Novas . Cachoeira 4 . Silvio Quirino . Goiás Turismo.

Entre os atrativos do Parque Estadual Serra de Caldas estão as cachoeiras da Cascatinha e do Paredão, mirantes para contemplação e uma trilha para ciclismo, com 11,4km. O PESCaN concentra a maior parte da área onde é feita a recarga do aquífero, de onde sai toda  a água que alimenta o turismo nos parques aquáticos e a cadeia de hotéis que integram a maior estância hidrotermal do mundo, reconhecida internacionalmente como um dos melhores destinos turísticos.

Águas revigorantes

Rio Quente . Rio 1. Flavio Isaac . Goiás Turismo.

O Circuito das Águas Quentes (Caldas Novas e Rio Quente) alcançou desenvolvimento surpreendente nos últimos anos, graças à expansão de sua maior vocação: o turismo. As águas naturalmente aquecidas são relaxantes, revigorantes, com temperaturas que variam entre 37 e 57 graus. Um imenso resort termal, com modernos e bem estruturados parques aquáticos, como o Hot Park, um dos melhores parques aquáticos do mundo, o di Roma Acqua Park, o Water Park, o Lagoa Termas Parque, o Náutico Praia Club, o Clube Privê e a Colônia de Férias do Sesc.

O município de Caldas Novas possui o terceiro maior parque hoteleiro do Brasil, com mais de 20 mil leitos distribuídos entre hotéis, pousadas, Flats e condomínios, com acomodações populares e de luxo. Antigo distrito de Caldas Novas, Rio Quente foi emancipado em 1988. O nome da cidade é uma homenagem ao maior rio de águas quentes do mundo. Ele corta a cidade e tem 12 km de extensão.

História

As águas quentes foram citadas pela primeira vez em uma publicação espanhola de 1545. Em 1722, Bartolomeu Bueno da Silva, filho do Anhanguera encontra as fontes de águas termais formador do Rio Quente, denominadas Caldas Velhas, onde hoje está situada a Pousado do Rio Quente. Viviam na região os índios Guaiás que conheciam os poderes terapêuticos das águas quentes. Conforme estudos, o fenômeno das águas quentes resulta de características geológicas e topográficas particulares. As águas são aquecidas com o calor de camadas profundas do interior da terra.Caldas  Novas . Chafariz 8 . Silvio Quirino . Goiás Turismo.

O subsolo da região é composto por camadas impermeáveis de Xisto e quartzito. O xisto é uma formação rochosa mais plástica, enquanto o quartzito é mais rígido, sob pressão, permitindo a formação de grandes conjuntos de fraturas. Nessas fraturas de quartzito as águas termais encontram condições ideais para se formarem. A água das chuvas se infiltra por fraturas que atravessam os xistos, permitindo que a água quente aflore naturalmente como ocorre na Pousada do Rio Quente e na Lagoa de Pirapitinga.

 

 

Principais pontos turísticos

2 – Santuário Diocesano Nossa Senhora da Salete

download (1)

Erguido no alto de um morro, o Santuário Diocesano Nossa Senhora da Salete, se destaca pela beleza da vista contemplativa da cidade. Há um grande altar campal onde são celebradas missas semanais e programações especiais como a Missa Sertaneja, a Romaria dos Motociclistas e a Romaria da Salete, com participação de milhares de pessoas, neste mês de setembro.  Um convite à meditação e reflexão.

 

 

3 – Igreja Matriz

Caldas  Novas . Paroquia Nª Sª das Dores 5 . Silvio Quirino . Goiás Turismo.

A religiosidade faz parte da história dos moradores de Caldas Novas. A Igreja Matriz de Nossa Senhora das Dores, fundada em 1950, é considerada a construção mais antiga da cidade. Tombada pelo Patrimônio Histórico Estadual, a igreja preserva características originais, com colunas de madeira. A Matriz de Nossa Senhora das Dores fica na Praça Central e está presente nos roteiros turísticos, atraindo não apenas os católicos, mas todos os admiradores de monumentos históricos.

 

 

4- Jardim Japonês

Um local voltado para a cultura da paz. Construído pelo paisagista japonês Toshiyuki Murai, na década de 80, o Jardim Japonês atrai anualmente cerca de 150 mil turistas.                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                   Caldas  Novas . Jardim Japonês 5 . Silvio Quirino . Goiás Turismo

Com forte energia espiritual, quem visita o jardim, localizado na Go-490, na entrada de Caldas Novas, faz um passeio pela tradição budista. A ponte simboliza um ritual de passagem, evolução e abandono de sentimentos e energias negativas.

No meio de uma fonte está a pedra da tartaruga, que representa a longevidade. A tamareira é a árvore da amizade e as pedras no caminho dos turistas simbolizam o livre arbítrio.

 

5- Monumento das Águas

Localizado próximo ao centro da cidade e ao Di Roma Aqua Park, o monumento é muito utilizado para o registro de fotos em família. É um dos principais símbolos de Caldas Novas e foi criado para homenagear as águas quentes.  Construído para proporcionar paz e tranquilidade, o monumento é aberto à visitação e mostra belas cascatas e uma escultura que chama a atenção dos turistas que ficam interessados em conhecer o seu significado. Um momento agradável, com passeio entre pedras ao som das águas que lembram cachoeiras.Caldas Novas . Monumento às Águas 6 . Silvio Quirino . Goiás Turismo.

6- Lagoa de Pirapitinga

O poço do ovo, conhecido por cozinhar um ovo em poucos minutos, é uma das atrações da Lagoa de Pirapitinga, um dos pontos históricos de Caldas Novas. O poço é uma das nascentes mais quentes do Brasil, onde a água chega a 57 graus.Caldas Novas . Lagoa Pirapitinga 7 . Silvio Quirino . Goiás Turismo. No local o turista encontra dezenas de painéis informativos sobre a história do município e da própria lagoa, que faz parte do complexo Lagoa Quente. Entre as atrações, além do parque aquático, estão o Monumento aos Bandeirantes e o Espaço Bartolomeu, no estilo colonial, voltado para a preservação da cultura e das artes regionais.

 

 

 

7 –Casarão dos Gonzaga

Um lugar que é pura história! Construído em 1907 como sede da fazenda do primeiro prefeito de Caldas Novas, o casarão impressiona pelos traços coloniais. Uma das construções mais antigas de Caldas Novas, o casarão é um exemplo da arquitetura goiana do início do século XX, com portas e janelas em madeira e pé direito alto para amenizar o calor.Caldas  Novas . Casarão 5 . Silvio Quirino . Goiás Turismo.

Chama a atenção o acervo de objetos típicos de uma casa início do século passado como tear, carda, roca e a cozinha grande, com fogão a lenha e móveis rústicos. No Casarão dos Gonzaga funciona o Centro de Apoio ao Artesão, com exposição de artesanato: rendas, botinas, colchas, cerâmica, pintura e esculturas feitas por artistas do município.

 

8- Balneário Municipal

O Balneário Municipal de Caldas Novas foi construído em 1910. Funcionava antigamente como uma casa de banhos particular, abastecida por cinco nascentes termais. Em 1935, a casa foi demolida para dar lugar ao Balneário Municipal, com duas banheiras esmaltadas e três de cimento. O Balneário foi restaurado e mantém as características da década de 1940, sendo um dos cartões postais de cidade.

9- Lago de Corumbá

Para os amantes de esportes aquáticos o Lago de Corumbá oferece atrações diferenciadas como passeios de escuna, lanchas e jet ski  que levam o turista a lindas cachoeiras e bares ao longo da orla. Os cenários são deslumbrantes e apaixonantes. O espelho d`água tem 65 quilômetros quadrados e possui infraestrutura para a pesca esportiva. Os clubes são uma atração à parte, com bares e piscinas com águas aquecidas por caldeiras. Localizado a cerca de 7 km da região central da cidade, o Lago de Corumbá é hoje um dos pontos turísticos mais visitados na região das águas quentes.

11- Feira do Luarfeira

A Feira do Luar é um convite a agradáveis passeios noturnos para os turistas em Caldas Novas. Entre 18 horas e 23 horas, os empreendedores da Feira do Luar trabalham para atender, com atenção e profissionalismo, oferecendo produtos e serviços nas áreas de alimentação, vestuário, moda praia, bijouterias, lembranças tradicionais da cidade e artesanato. Sempre lotada, a feira oferece delícias da culinária goiana, pastéis, bolinho de bacalhau, empadão, chocolate, sanduíches e yakisoba. Instalado no local, o parque de diversões faz a alegria dos visitantes.

 

12- Sorvete e outras delícias

O sorvete assado é dos alimentos que mais chamam a atenção em Caldas Novas. Crianças e adultos ficam curiosos para saborear a guloseima, com sabor de novidade. Uma receita muito elogiada na cidade é feita com uma camada de pão-de-ló, uma camada de salada de frutas, três bolas de sorvete, com cobertura de suspiros, que vai ao forno para ser assado. O melhor é que nada derrete.images

Além do comércio forte, com foco na oferta de moda praia, artigos como boias, chapéus, artesanato, camisetas e roupas com mensagens exaltando a beleza e atrativos turísticos das águas quentes, Caldas Novas conta com estrutura consolidada no ramo da alimentação. Entre os destaques estão diversos restaurantes, churrascarias, pit dogs, pizzarias, petiscarias, choperias e cervejas especiais.

13 – Cachaçaria

Caldas  Novas . Cachacaria 14 . Silvio Quirino . Goiás Turismo.

A Cachaçaria Vale das Águas Quentes é um ponto turístico para os apreciadores de uma cachaça de qualidade, premiada internacionalmente. A fábrica de cachaça artesanal foi criada há 21 anos pelo mestre cachaceiro, José Afonso Maiochi. Ele faz do trabalho uma diversão recebendo a todos com alegria e apresentando o processo de produção para os interessados.                                                                                                                                                                                                                                     A cachaça é envelhecida entre dois e oito anos em barris de Jequitibá, Umburana e Carvalho. A empresa produz também licores e sorvete de rapadura e Romeu e Julieta.