1º reuniãoO presidente da Goiás Turismo, Fabrício Amaral, se reuniu nessa sexta-feira, dia 20, com representantes dos municípios da Região Turística dos Negócios e Tradições para ouvir o setor e traçar planos, que devem ser colocados em prática ainda este ano. A Região é composta por oito municípios próximos à capital do Estado, além de Goiânia: Anápolis, Aparecida de Goiânia, Bela Vista, Hidrolândia, Nerópolis, Nova Veneza, Terezópolis e Trindade.

O encontro abriu o canal de comunicação do novo Governo como os municípios turísticos. O evento contou com a presença do secretário Estadual de Desenvolvimento Econômico, Adriano da Rocha Lima, do superintendente de Indústria Comércio e Serviços da SED, César Moura, além de secretários de Turismo, presidentes de Conselhos Municipais, empresários e de representantes do Banco do Povo.

Segundo Adriano, o Turismo receberá atenção especial nos próximos anos. O secretário afirma que a cadeia produtiva terá incentivos para se desenvolver já que, na opinião dele, a atividade tem sido mal explorada. “Queremos abrir a Casa do Turismo de imediato”, prometeu Adriano da Rocha Lima.

O superintendente de Indústria Comércio e Serviços da SED, César Moura, disse que a meta dessa gestão é “ensinar o povo a ganhar dinheiro”. Dessa forma, micro, pequenos e médios empresários do Turismo terão incentivos através do Banco do Povo e do Fomentar. O objetivo é investir em todos os segmentos, desde o artesão até pousadas e hotéis, nas dez regiões turísticas do Estado.

Os representantes dos municípios comemoraram a abertura do diálogo com a nova gestão da Goiás Turismo e elogiaram o Governo pela indicação técnica para a gestão da Pasta. Os participantes declararam que saíam do encontro “renovados” e “motivados” a traçar novos planos para a área em seus municípios.

O presidente do Fórum de Turismo da Região Turística dos Negócios e Tradições, Guido Marco, defendeu uma melhor profissionalização do Turismo de Negócios. Segundo ele, é necessário apoio do poder público não só para realização de eventos, mas para qualificar os trabalhadores e gerar emprego e renda.

O presidente da Goiás Turismo, Fabrício Amaral, apresentou um Plano de Trabalho e vai receber sugestões dos municípios para traçar um planejamento a ser colocado em prática nos próximos meses. “Proponho disposição, diálogo e parceria. Tudo vai sair papel”, garantiu Fabrício Amaral.

A reunião foi realizada na Casa do Turismo de Goiás, que ainda não foi inaugurada. Mas os espaços começam a ser ocupados em breve pela Goiás Turismo e parceiros, como o Banco do Povo e Casa do Artesanato.  A entrada fica na Rua 30, no Centro, em frente ao Centro de Cultura e Convenções de Goiânia.